Política

Presidência do SindsCrato cria disputa de aliados

Presidência do SindsCrato cria disputa de aliados

Política
O Sindicato dos Servidores do município do Crato - Sindscrato está com eleições prevista para realização na primeira semana de dezembro. Esse período de articulação gera alguns fatos inusitados no cenário do Sindiscrato. O primeiro ponto que chama atenção é o surgimento de uma chapa de oposição encabeçada  pelo professor Samuel Siebra, que foi derrotado nas eleições municipais onde concorria ao cargo de vereador. Essa oposição seria a chapa de reeleição apoiada pelo atual presidente Júnior Matos. Aliados de longas datas Samuel e Junior Matos tem causado espanto nas colocações apresentadas nessas prévias e demonstra o quão calorosa será essa disputa. Samuel afirma que ele será uma melhor opção para gerenciar as demandas da entidade e lutar pela causa dos servidores. Acrescenta ainda
Oi descumpre justiça e atrasa obras públicas em Juazeiro

Oi descumpre justiça e atrasa obras públicas em Juazeiro

Política
A prefeitura de Juazeiro do Norte,  esteve com a direção da empresa de Telefonia OI em reunião em Fortaleza. Foi cobrado uma posição quanto a remoção dos fios para retirar dois postes, a fim de construir a rotatória no cruzamento das avenidas Virgílio Távora e Manoel Coelho de Alencar com o objetivo de complementar o asfalto da própria Virgílio Távora. Já existe até uma determinação judicial com multa prevista, mas a empresa ainda não tomou providências. Houve o processo de modernizado com a duplicação a reta final da Avenida Virgílio Távora até o Aeroporto e, recentemente, foi aplicado novo asfalto do trecho a partir da via férrea até a entrada para os condomínios Tenente Coelho do Minha Casa Minha Vida. Para construir a rotatória e repavimentar a via, a Construtora Coral venceu a
PT pode eleger Eunício presidente do Senado

PT pode eleger Eunício presidente do Senado

Política
O Senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) negocia cargos na mesa diretora do senado em troca do apoio do PT. O Senador cearense está capitaneando votos para a presidência do senado e precisa garantir unanimidade em torno da sua candidatura. Ele tem o aval de Renan Calheiros (PMDB-AL), e negocia com todos. Principalmente o PT que conta com 10 votos na casa. O senador precisa de 41 votos para se eleger. Com os 18 do PMDB a força do Partido dos Trabalhadores seria valiosa e decisiva. A manifestação do líder dos petistas no Senado, Humberto Costa (PT-PE), já é um indicativo do posicionamento da bancada: "a atitude da sigla é em defesa da proporcionalidade e que, caso o candidato do PMDB adote o critério, terá o apoio da bancada do PT, em princípio, isso vai fazer com que a gente vot